Tim Langelaar, Risk All-Stars

riskonnect logo icon
Tim Langelaar
Tim Langelaar
Gestor Sénior Privacidade, Risco e Conformidade

VodafoneZiggo

Qual é o seu historial educacional?

Lei

Sabia que queria entrar na profissão de risco? Se não, qual foi a sua viagem para chegar aqui?

Não, não o fiz. Durante o estudo do direito especializei-me em responsabilidade civil e direito societário. Durante um estágio numa pequena empresa (corretor de carteiras de seguros e hipotecas (de corretores)), tomei conhecimento de uma oportunidade de trabalhar para uma holding (instituição financeira) para implementar nova legislação de supervisão financeira. Foi aí que fui apresentado aos riscos de conformidade e de cliente e de integridade. Isso transformou-se em trabalhos de consultoria, alargando as minhas competências e conhecimentos, incluindo a gestão de riscos. Agora sou responsável por uma equipa que também se concentra na gestão de riscos de empresas.

Há quanto tempo trabalha na profissão de risco?

De certa forma, a gestão do risco tem sido uma parte de todas as funções que desempenhei. Desde a diligência devida aos clientes (riscos associados aos clientes) até à gestão do risco empresarial. Nos meus dias de consultoria, apoiei avaliações de risco e prestei aconselhamento sobre diferentes aspectos de conformidade e risco. No meu tempo na Vodafone UK, obtive mais competências e responsabilidades na gestão de riscos empresariais. Desde o início de 2017 que sou responsável pelo ERM.

O que é que mais gosta no que faz?

Nem um dia é o mesmo, e nenhum risco é o mesmo (são semelhantes mas nunca o mesmo).

A gestão do risco mudou ao longo da sua carreira? Em caso afirmativo, como?

Tal como acontece com muitos desenvolvimentos de competências, começamos por nos familiarizarmos com o tema, tornando-nos operacionalmente activos no terreno, e depois avançamos para um pensamento e liderança mais estratégicos. Estou agora num papel de liderança de uma equipa com diferentes formações, responsabilidades e conjuntos de aptidões. Tenho de garantir que utilizam a mesma metodologia de risco em tudo o que fazem para maximizar os benefícios que a gestão do risco tem para oferecer.

Que conselho daria a alguém que está prestes a iniciar a sua carreira na profissão de risco?

Não é apenas o que pode fazer pela gestão de risco, mas também o que a gestão de risco pode fazer por si. Se gosta de trocar continuamente entre tópicos e profundidade (operacional vs estratégico), fazer parte de todos os desenvolvimentos internos e externos, e ser capaz de analisar e ter e opinar sobre o assunto, então este é o trabalho para si. Se não, precisa de ter a mente aberta e estar disposto a aprender, caso contrário, tornar-se-á uma luta.

Tem um lema pessoal? Em caso afirmativo, qual é?

As palavras "gestão de risco" já não cobrem o significado do trabalho. Sou um forte adepto da gestão de oportunidades.

Como é a sua opinião?

Descobrir como
Riskonnect pode transformar
a forma como se vê o risco.

Agendar uma demonstração
Risk management solutions